A CURA DO CEGO BARTIMEU


Bartimeu estava desempregado, falido, arruinado, vivia a mendigar. Estava fora da cidade, excluído do núcleo social. Estava também assentado à beira do caminho. “Assentado” porque já estava cansado de esperar em pé, o que indica também que estava há muito tempo naquela situação que parecia sem saída. Bartimeu era cego – além da debilidade física tinha o agravo do preconceito daquela sociedade ignorante que via aquilo como resultado de um maldito carma. Vemos que aquele mendigo cego de Jericó era desprezado e tratado com desdem. Aos olhos do mundo, era um João ninguém, mas não aos olhos de Deus! Ele é honrado com a menção de seu nome como também do nome de seu próprio pai: "Filho de Timeu"! Ele é alguém aos olhos de Deus. Alguém muito amado com identidade, história e valor! Bartimeu, até mesmo devido a sua deficiência, jamais tinha tido a oportunidade de ver a Jesus, todavia, ele creu! "Bem-aventurados os que não viram e creram.."
Jesus parou para dar atenção ao Clamor de Bartimeu, sinal do valor que ele dava aquele homem ainda que ele não representasse nada para o povo da cidade de jericó e não passasse de um João Ninguém aos olhos dos próprios discípulos que ainda estavam contaminados por preconceitos de toda espécie. Os discípulos se dirigem agora ao Bartimeu de modo completamente diferente com uma mensagem acolhedora de esperança: "Tem bom ânimo", "Levanta-te" que "Ele te chama". Então, Jesus lhe pergunta: “O que queres que eu te faça?”. Jesus certamente sabia o que ele queria, mas desejava ouvir isto dos próprios lábios dele, pois a oração é um exercício de fé e que aprimora também o nosso relacionamento com Deus. A fé de Bartimeu é contemplada por Jesus!
Não é mais um excluído, mas foi incluído, caminhando no centro da vontade de Deus entre os discípulos de Jesus. Não foi apenas iluminado, mas está seguindo os passos do iluminador do Mundo, com vistas a tornar-se uma lâmpada desta Luz (Jo 8.12; Mt 5.15).

A imaginação é tudo..É uma visão prévia de todas as atracções futuras da vida.

"Seja o que for que a mente..possa conceber ela poderá alcançar"...Eu cresci verdadeiramente acreditar que a vida era difícil. Com alguma maturidade da vida, decidi o que realmente queria para a minha vida. A visualização é o processo de criar imagens de nós próprios na nossa mente e desfrutar daquilo que desejamos. ""Quando visualiza, gera pensamentos poderosos e sentimentos de posse"" A lei da atracção desenvolve essa realidade, tal como a viu na (sua) mente. Espere sempre as coisas que deseja, e não espere as coisas que não quer.